Podia ficar olhando pra sempre esta foto de Thomaz Farkas

Notas de Viagem – Thomaz Farkas

Eu vi esta foto de Thomaz Farkas pela primeira vez há dois anos, quando recebi o convite para a sua exposição Notas de Viagem, na Galeria Arte Plural, em Recife. É uma imagem que me tocou imensamente pela delicadeza com que os variados tons de azul vão preenchendo grão por grão, até que todos os elementos estejam perceptíveis ao observador.

Gosto muito do trabalho de Thomaz Farkas, e sempre que vejo alguma imagem desconhecida, sinto uma alegria-menina apenas de ler o seu nome nos créditos. A felicidade vem quem sabe por lembrar de sua face sorridente; quem sabe por vir dele várias das fotografias pelas quais eu fiquei hipnotizada, nos últimos anos; ou ainda pela descoberta de um modo de ver o país em que vivo em épocas anteriores ao meu nascimento (e outras da minha infância e adolescência) de uma forma plenamente poética e sucinta, que me desperta uma vontade de ir além.

Esta foto, porém, é muito especial porque eu a vi e ela ficou comigo. E, desde esse dia, eu passei a contemplar os momentos de neblina e chuva de outra maneira. Ela me levou à minhas férias chuvosas em Penedo, quando meu desejo de atravessar o Velho Chico até Neópolis, em dias de chuva forte, era intenso e meus pais preocupados com as barcas não deixavam. Quando éramos pegos por um temporal de surpresa em alguma travessia, eu tinha medo, mas dentro de mim comemorava esse encontro de águas do céu e da terra que cria um elo entre os tons do dia.

Talvez, eu não soubesse ainda que encarava essas travessias com leveza. A foto de Farkas me mostrou que é possível seguir devagar em dias difíceis e contemplar a sensibilidade da jornada, como quem intuitivamente procura a rota mais adequada. Por coincidência, eu comecei a viajar mais depois disso e, secretamente, passei a colecionar estes instantes, estivesse ou não com a câmera na bolsa, apenas pelo deleite de vivenciar a serenidade e o silêncio.

Em memória de Rogério e com carinho para Claudia e Isabelle.

Anúncios
Esse post foi publicado em Olhando pra sempre e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Podia ficar olhando pra sempre esta foto de Thomaz Farkas

  1. Pingback: Podia ficar olhando pra sempre essa foto de Rafael Medeiros |

  2. Pingback: Podia ficar olhando pra sempre esta foto de Rafael Medeiros | 7 Fotografia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s