Podia ficar olhando para sempre esta foto de Olivia Arthur?

da série Saudi Arabia

Quando estive no último Paraty Em Foco, tive a oportunidade de conhecer o trabalho de Olivia Arthur. O encontro com essa fotografia foi um dos pontos mais altos de todo o festival para mim. Não sei exatamente explicar, mas sei que é dessas coisas que só nossa história pessoal permite.

Não faz muito tempo que comecei a me aceitar como feminista – pois é, boring. Para me reconhecer dentro desse grupo, passei por um processo doloroso de permitir que meu feminismo saísse do armário. Falo isso porque sempre acompanhei o incômodo que algumas pessoas sentem diante das feministas,  sempre ouvi as opiniões firmes de que feminismo é coisa do passado, de que a mulher já conseguiu o seu espaço e blablablá e daí pra entender que eu fazia parte desse coro que despertaria cansaço em tanta gente foi todo um lero-lero.

Enfim, o que isso tem a ver com o Olhando Pra Sempre é que, quando vi o trabalho de Olivia Arthur, principalmente a série Saudi Arabia – na qual a foto desse post está inserida – fiquei realmente emocionada com a forma como ela fala sobre as mulheres. O trabalho tem a sutileza de notadamente não tentar agregar um discurso pronto às suas fotografias -como se Olivia se interessasse, na verdade, em apresentar as diferentes circunstâncias que as mulheres vivem para que nós mesmos pudéssemos refletir sozinhos sobre os questionamentos que esses retratos permitem.

Para produzir suas imagens, Olivia precisou ter o cuidado de sempre preservar a identidade das garotas fotografadas. “Muitas das meninas que conheci estavam divididas entre querer que as pessoas soubessem da vida delas na Arábia Saudita e não querer se meter em problemas por mostrar demais”, afirma Olivia em seu site. A solução que ela encontrou foi, portanto, refotografar as imagens que “mostravam demais” já impressas e adicionar a elas um certo reflexo que permitisse guardar a identidade da moça. Quando mostrou uma das fotos para as garotas, elas disseram: está ótimo, mas você pode mostrar um pouquinho mais dos olhos dela para que as pessoas possam ver o quanto ela é bonita?

A foto acima é o que nós podemos ver dos olhos dessa garota. Desculpem, mas eu não acho isso normal. É também para que não existam mais fotos em que mulheres precisem esconder seus rostos pelo simples fato de serem mulheres que eu sou feminista.

Sobre joanafpires

recife, 27, 60, 170, 35, 40
Esse post foi publicado em Olhando pra sempre e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Podia ficar olhando para sempre esta foto de Olivia Arthur?

  1. vivi disse:

    Joana, eu não sou fotógrafa, mas para mim uma boa fotografia sempre permeou este lugar de “mostrar um pouco mais”. Sei que você entende o que quero dizer, mas para alguns, explico: não me refiro a mostrar mais ombro, peito, árvore, água… Mostrar de surpreender, sabe? De por alguns segundos não respirar. Esta foto é tão feminina por desvelar… Eu entendi, acredito que um pouco ao menos.
    Sem desculpas, Joana, você apenas começou a “se meter em problemas por mostrar demais”.
    Evoé pra você!

  2. Ótimo relato e desabafo. Apoiada, não se desculpe por favor. Lendo esse artigo, lembrei-me desse trabalho.
    http://retrato-substantivofeminino.blogspot.com/

    Abraço forte e força, sempre.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s