Diálogo 63 – Edição e seus processos: projeção Mesa7

Hoje é a data oficial de divulgação do resultado da seleção das fotos para a projeção na #Mesa7. O processo de escolha foi intenso e resolvemos, a partir dele, escrever o diálogo de hoje sobre nossa construção curatorial coletiva.

Somos seis pessoas completamente diferentes. Isso é um fato que já sabíamos que provocaria muitas divergências e, consequentemente, nos tomaria muito tempo juntas para chegar a um resultado final que satisfizesse o grupo.

Não definimos nenhuma linha editorial antes de vermos as imagens. A proposta era sentir o material que tínhamos em mãos e, a partir dele, definir o caminho da projeção. Além disso, o fato de termos repertórios completamente diferentes garantiu uma discussão tão múltipla quanto as propostas de trabalhos que recebemos. O encontro mais parecia uma leitura de portfólio coletiva. Este foi um ponto importante de equilíbrio.

Outro dado significativo é que desvinculamos os nomes dos fotógrafos dos seus trabalhos. A cada um foi atribuído um número e, cada número foi submetido a uma análise paciente e coletiva. Alguns trabalhos já eram conhecidos de algumas – isso era inevitável, devido às constantes pesquisas que fazemos para o próprio conteúdo do blog. Porém, nos policiamos mutuamente o tempo inteiro para manter uma distância da força da autoria da foto como critério de julgamento.

Tivemos alguns problemas com trabalhos que não cumpriram os requisitos solicitados na convocatória, como tamanho e formato das imagens, texto de apresentação, autorização assinada e prazo de envio. Fica um alerta para que, em próximos processos seletivos, os interessados estejam mais atentos para que não percam oportunidades. Reforçamos a importância de ler convocatórias com mais minúcia. Alguns trabalhos vieram com assinaturas e marcas d´água nas próprias imagens. Isso interfere na leitura das fotografias e, em vários processos seletivos, isso é motivo de desclassificação. Deixamos uma reflexão sobre isso.

Desde o começo do processo, sentimos que alguns trabalhos possuíam problemas de edição: alguns projetos traziam fotos demais (precisavam ser enxugados ou continham potencialmente mais de um ensaio no mesmo conjunto de fotos), outros pediam uma complementação (como se estivessem narrativamente incompletos). Houve também projetos “bem resolvidos” tecnicamente, mas careciam de uma linguagem mais coesa e articulada ao longo de suas narrativas. O que faríamos com eles?

Em uma primeira etapa, selecionamos apenas os trabalhos que, a partir do que nos foi enviado e editado pelos fotógrafos, já estavam bem amarrados conceitual e esteticamente. Em uma segunda etapa, refletimos sobre os trabalhos que possuíam propostas interessantes e, se melhor editados, poderiam ser apresentados.

Então, refletimos mais uma vez sobre o processo de diálogo, que faz parte da proposta geral do 7, como coletivo. Se nós somos um grupo que preza pela construção colaborativa, devemos dialogar com esse material que nos foi enviado de forma mais direta. Tentamos então buscar um equilíbrio. Revimos estes projetos e resolvemos propor ajustes aos fotógrafos – até como uma forma de dar um retorno sobre estes projetos específicos.

Como fotógrafas, sabemos o quanto é difícil editar o próprio trabalho e o quão importante é um olhar externo sobre esse processo. Foi nos colocando, também, no lugar de quem envia trabalhos para processos seletivos e editais que acreditamos na importância desse retorno como proposta. Assim, esperamos que o resultado dessa convocatória seja de aprendizado e reflexão para todos nós.

Então, não vamos divulgar o resultado final hoje, como prometemos. Enviamos e-mails para alguns dos selecionados com o intuito de revermos juntos a quantidade e a disposição de algumas fotos. Aguardaremos até quarta-feira a decisão final dos próprios fotógrafos (se topam ou não nossas sugestões) para, enfim, divulgar uma lista definitiva.

Daremos um retorno justificando a não aceitação dos trabalhos que já ficaram de fora, no intuito de que haja uma compreensão dos critérios discutidos. Esperamos que todos fiquem satisfeitos e também gostem do resultado que será mostrado no próximo domingo. Estamos preparando a #Mesa7 com todo carinho e dedicação para que seja um momento importante de troca e confraternização.

Sobre 7 Fotografia

Fotografia estudos discussões
Esse post foi publicado em Agenda e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Diálogo 63 – Edição e seus processos: projeção Mesa7

  1. Pingback: Projeção #Mesa7 |

  2. Pingback: Projeção Mesa7 | 7 Fotografia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s