Autografia – Wagner Ramos

Nesta semana, publicamos o Autografia do fotojornalista pernambucano Wagner Ramos.

O que você fotografa?

No trabalho diário do fotojornalismo me deparo com situações extremas: mentira e verdade, tristeza e alegria, tragédia e beleza. Tudo isso vindo a ser processado em imagens da realidade. O bom do fotojornalismo é lidar com o inesperado, o mau é suportar um processo contínuo de produção de imagens. O mau é lidar com a necessidade contemporânea de produção de notícias.

Wagner Ramos

Wagner Ramos

O que você gosto de fotografar?

Pessoas. Gosto de me envolver com o acanhamento de quem é fotografado e tentar capturar o instante do olhar perdido que surge entre os momentos  de atenção direcionada à lente. Ou seja, retratar pessoas no instante em que esquecem que estão sendo fotografadas.

Wagner Ramos

Wagner Ramos

Wagner Ramos, nasceu em Olinda em 1979. Aos 26 anos, começou a fotografar para driblar a timidez e se aproximar dos objetos de sua admiração. Criado em Olinda, iniciou sua carreira registrando os rápidos movimentos e o deslumbre multicolorido do Maracatu Piaba de Ouro. Há três anos atua como fotógrafo no jornal Folha de Pernambuco, entregando-se ao registro do cotidiano a partir de um olhar documental. Hoje, o foco do seu trabalho é a luz, que esconde o artifício (em temas como gastronomia e moda) e revela o inevitável (em temas como a morte).

Sobre 7 Fotografia

Fotografia estudos discussões
Esse post foi publicado em Autografia e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s