Podia ficar olhando pra sempre esta foto de Hélia Scheppa

Um dia tive um sonho diferente de todos os sonhos. Sonhei que estava conversando comigo mesma, isso, duas de mim. Estávamos sentadas em um banco de cimento, na frente de uma casinha de paredes azuis. Parecia o sertão. Depois pareceu a minha própria casa. E, logo na sequência, virou uma enorme sala branca. Completamente branca, completamente vazia. Sem janelas, sem portas, sem saídas. Eu senti medo, e “eu” me acalmei sugerindo que eu e “eu”, juntas, pintássemos uma janela na parede e assim poderíamos passar.

Eu disse: você quer dizer fugir né?

E “eu” respondi: não. Nunca fugiremos. Vamos entrar.

Eu não entendia bem o que “eu” dizia. Mas tive vontade de pintar aquele branco, aquele frio. Com as mãos, eu comecei a tocar na parede e começou a sair dos meus dedos uma tinta azul brilhosa como nunca tinha visto.

“Eu”, então, começou a tocar aquela parede também. Mas daquelas mãos saía uma tinta amarela, quase dourada e que escorria por cima do eu que pintava. Esquecemos a janela e ficamos, eu e “eu”, pintando um lindo céu e um campo de girassóis.

E assim nós entramos. Completamente.

Como de costume, não lembrei imediatamente desse sonho logo que acordei. O dia passou, o trânsito chegou, as buzinas me deram de presente uma imensa enxaqueca e na volta pra casa, andando pela rua, fugindo do engarrafamento da Conde da Boa Vista, molhando o rosto com um chuvisco leve, me lembrei da tinta. Me lembrei do azul, do dourado. De mim e de mim. Me lembrei das minhas fugas diárias, das minhas janelas nunca puladas e assim fui caminhando para casa, ouvindo as buzinas e minha respiração.

Paisagens Oníricas | Hélia Scheppa

Paisagens Oníricas | Hélia Scheppa

Esse sonho se perdeu dentro de mim. Até que, essa foto de Hélia Scheppa me fez fechar os olhos e instantaneamente os meus girassóis brilharam e minhas mãos se coloriram. Abri a janela, deixei a luz entrar e fiquei ali, ao meu lado, deitada em um pedacinho de terra, olhando para aquele céu, com poucas nuvens. Assim fiquei por horas, por dias, para sempre, naquele breve instante em que meus olhos alcançaram essa fotografia.

E então eu disse: e pra quê, me diga, pra quê? pra quê dormir se o melhor do sono tenho feito de olhos abertos? *

E eu respondi: fecha os olhos e me responde!

Sempre me pego pensando nesses caminhos que a fotografia nos fazem percorrer e em como vamos tateando sentimentos, buscando formas, fórmulas e explicações para tudo na nossas vidas. O quanto tudo seria mais leve e ao mesmo mais intenso se deixássemos a fuga de lago. Às vezes basta fechar os olhos, às vezes basta sentir uma fotografia e todo caminho faz sentido, mesmo sem sentido algum. Eu ali, só quis deitar na terra e sentir seu cheiro. Ou olhar as pétalas dos girassóis no contra luz. Ou mesmo ficar horas vendo as nuvens passando. E eu fiz. A fotografia fez isso por mim. E no meu “para sempre” eu sonhei. Eu entrei em mim mesma.

(*) poesia de Flavio Cafiero no blog Uns Dias
 
 

Hélia Scheppa é uma fotógrafa querida. E hoje está abrindo a exposição “Paisagens Oníricas” na Arte Plural  Galeria. São Fotografias que nos pegam na mão e nos levam para “quartos brancos” sedentos por nossas “tintas”. Hélia pintou os dela e suas fotografias nos convidam para pintarmos e sonharmos com os nossos.

Serviço:

Abertura Exposição: “Paisagens Oníricas” da fotógrafa Hélia Scheppa

15 de outubro às 19h
Arte Plural Galeria
Rua da Moeda, 140, Recife Antigo
Visitação: de 16 de outubro a 24 de novembro
De terça a sexta, das 13h às 19h; sábados e domingos, das 16h às 20h.

Sobre Priscilla Buhr

Fotógrafa, Recife
Esse post foi publicado em Olhando pra sempre e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Podia ficar olhando pra sempre esta foto de Hélia Scheppa

  1. brunacataldi disse:

    delícia, o texto pintou uma imagem nas retinas

  2. Fenando disse:

    Muito bom, Priscila. Abs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s